Sobre as entrevistas

Oiii, gente!

Nossa ideia era ter feito esse post há um tempo, mas por vários motivos isso não foi possível. Mas antes tarde do que nunca, né?

Estamos na reta final do nosso trabalho aqui e, ao mesmo tempo, felizes e tristes com isso. Felizes por completar um trabalho que fizemos com tanto carinho e dedicação e ansiosas para ver o resultado final disso. E tristes simplesmente pelo fato de nos aproximarmos do fim desse processo que abriu portas e janelas tão lindas para nós, com relação à nossa cidade e, também, à descoberta de nós mesmas.

Viemos contar um pouquinho das entrevistas que já fizemos até agora: com a Gabriela Saueia (Depois das Seis), Camila Lordelo (Eu Líricas) e Ryane Leão (Onde Jazz Meu Coração)!

23/06/15

As aulas já tinham acabado, mas era dia de pegar provas e ir para o Vitrine (tipo um show de talentos que os alunos montam lá na Móbile), então fomos até a escola. Combinamos de encontrar a Gabi na hora do almoço para podermos conversar um pouco antes da entrevista. Comemos juntas ali em Moema e conversamos por todo o almoço, o que foi ótimo para acalmar os nossos nervos e os dela também. Foi super divertido, ela é uma pessoa incrivelmente fofa!

Saímos do restaurante e fomos filmando a Gabi colando os lambes (lindos) dela pelo caminho até o Parque do Ibirapuera.

Andamos um pouco pelo parque até achar o lugar perfeito: uma árvore florida na frente do lago com vista pro céu (que infelizmente estava fechado). Um lugar tão perfeitinho. Modéstia à parte, as imagens ficaram lindinhas demais! A entrevista durou quase uma hora.

Como já era mais ou menos 17:30 o sol estava se pondo e a Gabi foi tirar a foto, que acabou sendo uma mistura da árvore com o lago e o céu. Ela deu uma polaroid lindinha para cada uma de nós e nos despedimos.

Foi uma ótima primeira experiência e nos deixou mais preparadas para a continuação do trabalho da melhor forma possível. Por isso, ficamos muuuuito felizes com os resultados e cada vez mais animadas com o produto final.


E você, já olhou para o céu hoje? 🙂

24/07/15

Era para termos feito várias outras entrevistas nessa semana, mas os entrevistados acabaram tendo vários compromissos, então foi só com a Camila. Ficamos meio (muito) em crise com o fato das coisas terem dado “errado”. Do tipo, “Deus, por quêeeee?”. Mas passou e, felizmente, deu tudo certo.

Fomos de manhã para a Pracinha da Oscar Freire (um lugar super lindinho com um mural de giz fofo) para encontrá-la.

Fizemos a entrevista, que foi a coisa mais fofa do mundo. Literalmente tudo que ela fala é poesia!! Depois saímos para filmá-la colando alguns lambes na Augusta. Nesse caminho, um menino que estava vendendo balas chamado Samuel, que devia ter uns 8 anos, se interessou pelos lambes e começou a falar com a Camila. Acho que o que mais nos surpreendeu foi que quando a Camila contou que ela estava colando poemas e fazendo arte, ele disse que não sabia o que era isso. Ela explicou tudo para ele e leu alguns dos seus poemas em voz alta. Ele ficou tão empolgado que até colou um dos lambes. Foi muito bonitinho, ficamos todas muito tocadas.

(Alguns dias depois, encontramos a Camila no Jardim Secreto no MIS e compramos coisinhas fofíssimas que ela vende com a poesia dela)


  

08/08/15

Era para nós termos entrevistado a Ryane na mesma semana que a Camila, mas como dissemos, ela teve que cancelar.

Remarcamos para o mesmo dia do Jardim Secreto, logo depois da Feira de Profissões da USP. Foi um dia um pouco cheio, como vocês podem imaginar. Encontramos a Ryane na Casa das Rosas (pela qual somos completamente apaixonadas, ainda mais considerando que o dia estava lindo e as flores mais ainda).

Fizemos a entrevista (que ficou muuuuito fofa, assim como todas as outras) num cantinho com vista para o jardim e para a rua, ao mesmo tempo. Foi muito legal ficar atrás da câmera e ver a reação e a curiosidade das pessoas em relação ao que estávamos fazendo por ali. Depois, andamos um pouco pela Paulista para colar alguns lambes. É muito divertido fazer isso em um lugar que acopla tanta arte, como a Paulista. Pessoas de todos os tipos (inclusive uma senhora muito meiga, achamos que ela fosse reclamar mas ela disse que gostou muito) parando seus dias e rotinas para apreciar a poesia que estava sendo exposta ali. É exatamente esse o propósito do nosso trabalho, não é? ❤

No final, a Ryane nos deu uns 15 lambes (um mais lindo que o outro).  E aqueles que não guardamos para colocar em nossas paredes foram para o nosso mural na escola!



Agora temos apenas mais uma entrevista para fazer, com o Eduardo Srur. Estamos cada vez mais animadas com o que tudo isso vai virar é muito muito muito ansiosas para mostrar pra vocês!! 💛

Com muito amor,

Analu, Rafa e Sofi