Yarn Bombing

Oi gente!

Em Nova Iorque. (Foto: http://en.wikipedia.org/wiki/Yarn_bombing)

Para não ficar presa falando só sobre as intervenções relacionadas diretamente à poesia, estava pesquisando e encontrei um projeto que me chamou muito a atenção, pelo fato de eu ter achado muito lindo (e fofo) e por ser muito diferente das intervenções que eu já conheci e que nós já apresentamos no blog.

Trata-se de um negócio chamado yarn bombing. É ai que você se pergunta: oi? Não vou explicar muito detalhadamente, porque tem bem detalhado no vídeo que vai estar abaixo, mas, basicamente, é um tipo de intervenção que coloca crochê e tricô nas árvores e postes. Isso já se espalhou no mundo inteiro, mas teve início nos Estados Unidos.

O fato de ser algo tão colorido me encantou, e encanta também a todos que passam pelas ruas.

Letícia Matos é uma das pessoas que realiza o yarn bombing, ela tem um projeto muuuito legal chamado 13pompons que dá um pouco de vida à São Paulo. Ela já passou também por várias outras cidades, como por Porto Alegre, Paraty, Goiânia, Mendoza e Buenos Aires.

Letícia Matos realizando a intervenção. (Foto: página do facebook do 13pompons)

“A ideia é fazer algo para compor o ambiente que já existe. Em vez de descartar, você transforma as coisas. Se há uma cadeira que você não gosta mais, é só fazer uma interferência que ela se renova”, contou Letícia em entrevista. “Desde
pequena, tinha uns 7 anos, aprendi a usar as agulhas. Minha mãe ensinou. Pra mim, o que faço hoje com o tricô e o crochê não é algo que caiu no meu colo, sabe? Faz parte de mim. Quero colocar arte na rua, mexer com as pessoas e inspirá-las. E lugares cinzas como as ruas de São Paulo são ideais. Ah, e pra cada vez que adorno um deles, dedico a alguém que amo. De alguma maneira, esses alguéns estão pelo mundo representados por pedacinhos de carinho meu”, disse aqui.

A frase que me fez refletir mais sobre o trabalho dela foi essa: “Não adianta reclamar de sua cidade. O importante é contribuir para mudá-la”. Acho que isso está diretamente ligado ao nosso tema e ao nosso projeto.

Aqui está o vídeo que eu mencionei, não consegui colocá-lo direto aqui porque não encontrei no youtube, somente no site da globo. Além de falar sobre a Letícia, ele conta sobre um outro grupo que tem a mesma iniciativa, achei super interessante, vale a pena assistir.

Algumas informações sobre a Letícia: Facebook, Tumblr

Ana